Página Inicial » Notícias » Alunos estão sendo selecionados para mobilidade internacional

Alunos estão sendo selecionados para mobilidade internacional

03/06/2016

Estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) podem participar da seleção para preenchimento de 13 vagas de mobilidade internacional. Os interessados podem se candidatar até a próxima segunda-feira (6), atendendo os pré-requisitos do edital. As atividades de pesquisa e estágio serão para duas instituições uma em Portugal e outra na Colômbia com duração de 3 e 4 meses, respectivamente. Os alunos selecionados receberão bolsa auxílio para custear as despesas, totalizando mais de 154,5 mil reais.

O edital atenderá estudantes matriculados no IFRO, dos cursos técnicos na modalidade subsequente e integrados e graduações presenciais e à distância, que queiram realizar atividades no Instituto Politécnico de Bragança (IPB), em Portugal; no Instituto Politécnico do Porto (IPP), em Portugal; e na Universidad Nacional de Colombia, na Colômbia. Cada participante receberá auxílio para custear as despesas de 11,5 mil reais para Portugal e 12,5 mil reais para Colômbia.

Os participantes devem ter mais de 18 anos e ter integralizado no mínimo 20% e no máximo 75% do currículo previsto para o curso matriculado. A homologação do resultado final será divulgada no dia 7 de julho e os selecionados iniciarão as pesquisas e estágios nos meses de agosto de setembro deste ano.

O IFRO tem investido em projetos de internacionalização possibilitando a mobilidade para diversos estudantes. “A mobilidade estudantil internacional é hoje a principal ferramenta de internacionalização das instituições de ensino superior, relacionada com a melhoria dos indicadores de avaliação da educação superior, além de dar visibilidade à instituição no cenário internacional”, explicou Elizângélica Fernandes da Silva, coordenadora institucional do Programa Ciência sem Fronteiras.

É importante que os alunos participem desta oportunidade que abre muitas portas para o mercado de trabalho. “É algo único na vida acadêmica, pois proporciona experiências profissionais e sociais que serão de grande valia para a formação do aluno”, destacou a coordenadora.

« « Competidores estreantes do Desafio de Tecnologia relatam suas experiências   IFRO é destaque no Desafio de Tecnologia e Inovação dos IFs » »