Página Inicial » Notícias » Competidores estreantes do Desafio de Tecnologia relatam suas experiências

Competidores estreantes do Desafio de Tecnologia relatam suas experiências

03/06/2016

Diversos estudantes participaram pela primeira vez da competição de robótica organizada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) juntamente com o Ministério da Educação (MEC). Entre os dias 30 de maio a 1º de junho, no Porto Velho Shopping, competidores novatos puderam compartilhar entre si experiências, conhecimentos e relatar seus aprendizados durante o evento.

O Desafio teve por objetivo além do desenvolvimento de habilidade técnico-científica para preparar grupos de elite em robótica educacional, a pré-seleção para a competição WorldSkills 2017 na área de Robótica Móvel.

Muitos dos competidores estrearam seus robôs, em um evento desse porte, como o caso do aluno do Colégio Classe A, Arthur Inocêncio Tavares. Sua equipe adquiriu recentemente sensores novos e ainda estavam aprendendo a manusear o equipamento durante o evento. “Essa foi a única parte difícil que a gente encontrou, mas temos interesse em participar para o próximo ano e com mais força”, afirmou o estudante.

Um obstáculo superado no Desafio foi o prazo da fabricação dos robôs, segundo o novato Natanael Monteiro Raimundo, aluno do 4º ano de Eletromecânica do IFRO Campus Vilhena. “A gente trouxe bastante equipamento e conseguiu se adaptar bem em pouco tempo e acho que fomos ótimos pela quantidade de tempo na fabricação dos robôs”, descreveu Natanael.

A estreante Emanuelle Araújo Granja, aluna da Escola Estadual Anísio Teixeira, disse que além de ter aprendido conteúdo novo durante os três dias de evento, viu robôs e equipamentos de outras tecnologias. “Participo da oficina de robótica da minha escola pelo segundo ano consecutivo, e agora, vendo tudo isso, tenho vontade de aprimorar mais e ser melhor”, finalizou a participante.

« « Mais de 100 pessoas participam de oficinas de robótica no Desafio de Tecnologia   Alunos estão sendo selecionados para mobilidade internacional » »